Translate

sábado, 22 de agosto de 2009

CPMF o retorno, com novo avatar CSS

Pessoassss...fiquem espertas, nos corredores do Reino coisas acontecem na calada da noite, do dia, na calada das horas.
Será que vai começar tudo novamente, dinheiro para a saúde, etc.. e tal?
O ministro Jose Temporão, está muito empenhado favorávelmente. Enquanto nos corredores do Senado , as portas se fecharam, agora o canhão está virado para a população.

Confira como os deputados votaram na CSS
Por apenas dois votos, a Câmara aprovou a criação da Contribuição Social para a Saúde (CSS). O tributo, que funcionará nos moldes da extinta CPMF, terá alíquota de 0,1%, será permanente e destinado exclusivamente para a área da saúde. Além disso, o imposto não será cobrado de aposentados, pensionistas e trabalhadores que recebem até R$ 3.038,00 por mês. Caso seja aprovada no Senado, o tributo será cobrado a partir do próximo ano. O governo esperar arrecadar com o imposto cerca de R$ 11 bilhões em 2009

.A oposição votou fechada contra o novo imposto. Todos os deputados do DEM, PSDB e PPS votaram contra a CSS. Além desses, também votaram contra os parlamentares das seguintes bancadas: PRTB; Psol e PV.Por sua vez, a bancada do PT votou inteiramente favorável à nova CPMF. Além dos petistas, votaram a favor da CSS as seguintes bancadas: PCdoB; PHS; PMN; PRB; PTC e PTdoB.O resultado apertado pode ser explicado pela união dos oposicionistas, além da “traição” de alguns membros de partidos da base aliada. Dez parlamentares do PP, por exemplo, votaram contra a CSS. Além do PP, os seguintes partidos apresentaram “traidores”: PDT (seis deputados votaram contra); PMDB (oito deputados votaram contra); PR (sete deputados votaram contra); PSB (três deputados votaram contra); PSC (um deputado votou contra); e PTB (dois deputados votaram contra). Outro fator colaborou com a pequena diferença de votos necessários para aprovar a proposta: 93 parlamentares não estavam presentes.
FONTE:http://congressoemfoco.ig.com.br/Ultimas.aspx?id=22762

Nenhum comentário:

Postar um comentário